Cenas lamentáveis em Londrina

Quando achamos que não tem como piorar, eis que nosso Coritiba consegue nos decepcionar. Nunca duvide desta capacidade.

Na partida deste sábado, em Londrina, abrimos o placar em uma bola parada – uma das poucas armas deste time. Bem cobrada pelo William Matheus (quem eu normalmente crítico, mas hoje foi dos menos piores em campo), e muito bem cabeceada pela jovem promessa Igor Jesus (um dos poucos que fizeram algo na partida).

Não jogávamos bem, tampouco o adversário jogava, era uma partida truncada, de raríssimas oportunidades. Até que um jogador do time adversário foi expulso, restando ainda cerca de 30 minutos de partida. Parecia que isso facilitaria a missão de assegurar os 3 pontos. Ledo engano.

Com um jogador a mais conseguimos nos complicar. Literalmente demos os gols. Primeiro numa lambança ridícula do Vitor Carvalho. E quando um ponto já era visto como mau resultado, eis que conseguiram piorar ainda mais. Falha grosseira de Thalisson Kelven e a tomamos a virada no finalzinho do jogo. O torcedor Coxa que assistiu essas cenas com certeza se indignou bastante.

Boa parte da torcida há tempos reclama das atuações fracas do Vitor Carvalho. Um volante novo e nada moderno, e que já teve muitas oportunidades. Só sabe cercar, não acerta passes um pouco mais longos ou menos fáceis, é praticamente só bola pra trás ou pro lado. Já Thalisson Kelven ficou 6 meses sem ser útil no frágil Guarani. Sequer foi utilizado lá. Aí volta pra cá, e vira solução pra nossa defesa, que tem demonstrado ser o setor mais vulnerável do time? Critérios?

Se no jogo esses dois foram os maiores responsáveis pelo péssimo resultado, temos que responsabilizar ainda mais quem é o encarregado pelo planejamento (ou falta de). Como vamos para uma partida importante com dois pias que já demonstraram em 2018 que não tinham condições de darem conta do recado? Por que somos o único clube postulante ao acesso que não se reforçou após a Copa América?

São questões que precisam além de resposta, necessitam de soluções. Estou há semanas implorando que tragam ao menos um zagueiro decente e outro lateral-esquerdo. Se não pensam em utilizar Matheus Bueno como imediato do Matheus Sales, precisam trazer outro volante também.

Além dessas citadas carências no elenco, seu Louzer vem se perdendo. Resgatar Wanderley e Iago Dias nesta altura? Suba o Pablo Thomaz então, que ao menos vem se destacando há tempos na base e pode surpreender.

Vários jogadores caíram de rendimento. Muralha, desde a saída do Wilson, parece que voltou a ser aquele goleiro inseguro que foi escorraçado do Flamengo. Juan Alano, que vinha sendo dos melhores, não tem acertado mais nada. Isso sem contar outros que também tavam produzindo mais, até surpreendendo, e nos últimos jogos desabaram.

Mesmo há 5 jogos sem vitórias, ainda estamos dentro do G-4. Por sorte o nível da competição está baixíssimo, e tirando o Bragantino ninguém destoa. Porém tá tudo embolado, tem vários concorrentes, e em uma rodada pode alterar bastante a classificação. Agora se quiser se manter na área de acesso à série A, vai ter que ganhar do CRB (confronto direto novamente), no próximo sábado no Couto.

Outra semana de treinamento. Em outros clubes talvez os torcedores se animem, esperem uma melhora, aqui a gente teme que piore ainda mais. Por que parece que quanto mais treinam menos rendem em campo. Incrível.

E finalizando, seu Pastana, as cenas lamentáveis não foram os maus tratos dos mandantes. Algo reclamado por você na imprensa. Mas sim a exibição do time em campo. O torcedor quer explicações e, mais importante, soluções. Não queremos desculpas e cortinas de fumaça. Mais ação e menos reclamação.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.