Um pouco sobre Neilton, novo reforço Coxa-Branca

Conforme anunciado aqui na Rede Coxa, o Coritiba anunciou, oficialmente, a contratação do atacante Neilton.
O atleta, que estava emprestado pelo Vitória-BA ao futebol Árabe, assina um contrato até dezembro de 2022.

Além da informação em primeira mão, vamos, brevemente, entender o que Neilton pode ajudar o time de Eduardo Barroca para a sequência do ano e início do Brasileirão que acontecerá em Agosto.

Primeiro que a contratação de um jogador com as características dele mostra a falta de confiança da diretoria e da comissão técnica no futebol de Robson para a titularidade de uma Série A.
Segundo, que não precisa discutir sua qualidade técnica se comparado ao que temos no elenco, atualmente, e que pese o bom entrosamento que teve com Sassá no Botafogo em 2016 e o conhecimento de Eduardo Barroca sobre o atleta.

Neilton fez um excelente campeonato pelo Vitória em 2018, o que o levou ao Internacional, onde não conseguiu repetir o mesmo desempenho.
Porém, Neilton tem muita qualidade ofensiva e com certeza, chega para ser titular da equipe Alviverde.

O que muda no jogo do Coritiba com sua chegada

Neilton é jogador de beirada. Gosta de jogar pelas pontas, mas no Vitória e na Arábia chegou a atuar como falso 9 em alguns jogos.
Jogando pelos lados, Neilton joga tanto na esquerda quanto na direita, mas com predominância pelo lado direito. A espera é que ele atue pelo lado esquerdo, uma vez que o Rafinha jogará pelo lado direito onde é mais forte.

Mas aí abrem duas boas discussões que trazem pontos positivos e negativos.
Primeiro, repare na foto abaixo de como ele gosta de se movimentar durante as ações ofensivas da equipe.

Analisando a foto, vemos que o Neilton é um jogador que se posiciona, no esquema tático, pela ponta direita, mas em grande parte das vezes ele não é aquele ponta que gruda na linha lateral com função de abrir a linha de defesa adversária. Ele gosta muito de jogadas em aproximação, por dentro, e com velocidade na troca de passes. Não raro, Neilton faz tabelas com os meias ou com o atacante para receber a bola em profundidade nas costas da zaga, de frente para o gol.

Essa maneira de jogar, mais interiorizado, faz dele um jogador de bom drible em espaço curto, boa dinâmica de passes, mas não um atleta de finalização certeira, principalmente em arremates de fora da área.
Comparado com Robson, hoje o ponta titular junto com Rafinha, Neilton tem muito mais capacidade de drible no 1×1 e qualidade na associação com os companheiros, algo muito importante para o modelo de jogo de Eduardo Barroca.

Agora, as questões que ficam em aberto que citei antes da foto são: olhando para a imagem, vemos que Neilton gosta muito de puxar pra dentro sua movimentação, abrindo um grande espaço no corredor. Esse movimento para o centro pode beneficiar muito o Coritiba em situações em que o entrelinhas bem feito se faça necessário para a execução do plano ofensivo. Neílton é bom nesse entrelinhas. Ao olharmos para a ala, posição que ele deixou livre ao se movimentar para o meio, vemos os pontos de atenção de análise. Se jogar na direita, o time se beneficia, pois Patrick Vieira é um lateral que gosta muito de apoiar e fazer essa corrida até a frente para cruzar. Porém, ao colocar Neilton na direita, obrigatoriamente jogamos Rafinha para a esquerda, onde eu, particularmente, acho que ele rende bem menos.

Se Neilton for escalado na esquerda, deixará ainda mais evidente o problema do elenco na lateral-esquerda, pois esperar essa movimentação de ultrapassagem no corredor do William Matheus, a todo momento, não deverá acontecer, até mesmo por limitações físicas e não apenas características de jogo. William Matheus gosta de apoiar, mas não é um lateral de chegada massiva à linha fundo, ele é muito mais associativo. Essa dinâmica na ala esquerda pode, em determinados momentos do jogo, forçar o Sassá a cair para o lado esquerdo para o apoio. Já mostrei aqui na Rede Coxa que o Sassá gosta de cair para o lado esquerdo do ataque. Caso isso ocorra, o ataque terá que estar bem entrosado para que a região central do setor ofensivo não fique sem preenchimento do espaço.

Tudo é análise projetiva ainda, obviamente. Barroca pode, simplesmente, imaginar tudo diferente. Mas no histórico, Neilton jogou assim e, tendo Sassá e Rafinha em campo, a expectativa é de um ataque muito móvel e com muitas tentativas de infiltração. Que nossos meias estejam com os pés calibrados.


Comments (1)

  1. Eduardo Requião Lopes dos Santos tenho 43 anos

    Apostas

    E se o Coritiba-FC puderia ganhará trigésima nova ao títulos coroar desfecho estaduais paranaenses, e eu gostaria muito fazermos ótimas campanhas vitóriosas, classificará.

    Entre os cinco primeiros bem colocado estreará alta estimas e no brasileirão série A este ano 2020.

    Termos também financeiros, eleições podesse ter muitas prioridades?

    Sou aluno especíais Eduardo Requião Lopes dos Santos tenho 43 anos

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.