Comemoração dos jogadores no athletiba
Foto: Site Oficial do Coritiba

Notícias

COMO FOI O ESTADUAL DO COXA ATÉ AQUI?

O campeonato Paranaense está chegando ao fim, mas como foi a trajetória do Coxa até aqui?

O primeiro jogo foi em janeiro, contra o FC Cascavel no Couto Pereira, em casa, o Coxa viu os visitantes abrirem o placar logo no início da partida com um golaço de Paulo Baya, e após um primeiro tempo ruim, buscou a virada no segundo tempo com Guiherme Parede e Robson que marcou o gol da virada no apagar das luzes. Sob olhares e desconfianças, a torcida do Coritiba viu os mesmo erros do jogo anterior serem cometidos. O Leão da estradinha abriu o placar cedo no Couto, mas no segundo tempo, Barroca deixou o time mais ofensivo e conseguiu arrancar o empate com Rodolfo. O jogo terminou em 1 x 1.

Já na Vila Capanema, no clássico paraTIBA, quem saiu com a vitória foi o Coxa e com um belo gol de falta de Thiago Lopes no segundo tempo. Na sequência do campeonato, enfrentamos o Operário e em casa tivemos as estreias de Rhodolfo, Renê Júnior (titulares), e Sassá (segundo tempo). Mas também tivemos uma noite um pouco decepcionante, o Coxa fez uma boa partida, abriu o placar no primeiro tempo com Robson, mas no finalzinho do segundo tempo, mesmo com um jogador a mais, viu Douglas Coutinho, de cabeça empatar a partida.

Com direito a golaços (de ambos os lados) e o primeiro gol de Sassá (pênalti), o Coxa buscou uma bela virada no estádio do Café e venceu o Londrina pelo placar de 2 x 3. E com os ânimos mais elevados, a torcida pode ver o Coxa fazer uma belíssima apresentação no Couto Pereira. Tudo isso graças a Rafinha e Sassá, que em uma tarde de sábado inspirada, ajudaram o time a golear o União Beltrão pelo placar de 6×1.

Mas o Coritiba foi do céu ao inferno em poucos dias. No Olímpico Regional em um jogo muito acirrado contra o Cascavel CR, entre empates e viradas, o CR venceu o Coxa pelo placar de 3 x 2. Além de quebrar a invencibilidade do Alviverde, o Coxa perdia também a chance de se manter na primeira colocação. O problema foi parcialmente resolvido no jogo contra o Cianorte no Couto, o Coxa venceu por 2×0 (Rafinha e Robson) e pode se manter um pouco mais tranquilo com os três pontos no bolso. Uma pena que a mesma coisa não aconteceu contra o Toledo no 14 de Dezembro, que abriu o placar após cobrança de pênalti de Lucas Vieira logo no primeiro tempo. No segundo tempo, o Coxa conseguiu o empate de cabeça com Rhodolfo. A partida terminou empatada graças ao Muralha que fez uma grande defesa e não deixou, o que seria o gol do Toledo, acontecer.

Ainda fora de casa, no Ubirajara Medeiros, em um jogo sem ânimo algum por parte das equipes, Coxa venceu o PSTC por 0 x 1 (gol de Wellissol). A última rodada seria o clássico atleTIBA e era o que definiria as colocações dos times no campeonato. Com as medidas cautelares contra o novo coronavírus, o jogo no Couto Pereira teve que ser de portões fechados. Mas isso não impediu que o Coxa fizesse um baile em campo vencendo facilmente o rival pelo placar de 4 x 0. A vitória também garantiu o Coxa na primeira colocação. Após isso, houve a paralisação do campeonato por conta da pandemia, retornando apenas três meses depois. Com todo cuidado e seguindo as recomendações necessárias, foi a vez de reencontrar o Paraná na Vila Capanema. Colocando a lei do ex em ação, o Coxa venceu por 0 x 1 e saiu na frente em busca da vaga nas semi da competição. No jogo de volta, no Couto, Patrick Vieira contou com uma ajudinha do goleiro Alisson, que recebeu um frango e colocou o Coxa à frente do placar. O Paraná empatou com Fabrício após cobrança de pênalti, mas Igor Jesus carimbou a vaga para a próxima fase da competição, marcando o segundo gol do Coxa (2 x 1).

No Albino Turbay, de início as coisas pareciam fáceis, já que abrimos um placar amplo de 0 x 3 logo no primeiro tempo com William Matheus (2x) e Gabriel. Bela atuação do time mas que sofreu com um sufoco do time da casa na segunda etapa. O Cianorte diminuiu a vantagem com dois gols (Pelézinho e França), mesmo assim. O Coxa segurou o placar e levou a decisão para o Couto Pereira, onde fizemos a lição de casa vencendo o Cianorte com um baita gol de cobertura feito pelo Rafinha e uma falha bizarra do goleiro Bruno, que ao receber a bola recuada de Maurício, deixou passar por debaixo dos pés, fazendo com que o segundo gol alviverde acontecesse, segue o jogo com o Coxa classificado para a final do estadual.

 

Com os ânimos a flor da pele, iremos para mais uma final de campeonato e mais um clássico vem pela frente. Entre erros e acertos, nosso foco agora é vencer o Athlético Paranaense, e poder, mais uma vez, erguer o caneco do campeonato Paranaense. O primeiro jogo será na Arena da Baixada, no domingo (02), às 16h. O jogo de volta fica para quarta-feira (05), às 20h, no Couto Pereira.

VAMOS COXA!

Comentários

  • Eduardo Requião Lopes dos Santos tenho 43 anos 43 anos

    Canais oficíais do Coritiba-FC

    Apostas
    E eu gostaria muito realizará apostas de que o Coritiba-FC, terá fazermos vantagens e regulamento finais paranaenses desfecho estaduais.

    Podem levará segundo jogo decisivo próximas quarta-feira decidirá campeão!

    Trigésima nona, e eu gostaria e fazermos boas campanhas vitóriosas, inicíar fato novo no brasileirão série A chegasse também entre os cinco primeiros bem colocado a Sul-Américana financeiro eleições.
    Abraço Eduardo Requião Lopes dos Santos tenho 43 anos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: