Notícias

Eleições em dezembro ou março? Rede Coxa levanta prós e contras de cada opção

É sabido que estamos em ano eleitoral no Coritiba e que, caso estivéssemos seguindo a normalidade, as eleições para o próximo triênio estariam marcadas para dia 12 de dezembro.

Entretanto, pela situação que estamos vivendo, os envolvidos começaram a discutir algumas possibilidades para que a instituição fosse menos prejudicada.

Sendo assim, hoje o cenário permitiria três opções:
1) Eleições seguem normalmente em dezembro e a nova diretoria assume em seguida;
2) Eleições seguem normalmente e a nova diretoria assume apenas após o fim do Campeonato Brasileiro, ou seja, após o dia 24 de fevereiro de 2021;
3) Eleições ocorrem apenas ao final do Campeonato Brasileiro e a nova diretoria toma posse em seguida.

Importante ressaltar que não estamos discutindo a constitucionalidade destas três possibilidades nem o método que seria decidido qual opção é a melhor – se é via voto dos conselheiros ou voto dos sócios. A intenção deste texto é tentar deixar menos conturbado todo este maçante processo.

Hoje, dia 15 de setembro, surgiu a notícia que o presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Licheski, marcou uma Assembleia Geral de Sócios, que ocorrerá de forma virtual, para decidir sobre a manutenção ou adiamento da data de eleições. A nova data seria dia 06 de março de 2021. Somente sócios com direito a voto, ou seja, com dois anos ininterruptos de associação, poderão votar nessa assembleia geral.

Partindo do princípio de que essa será a decisão final, seguem alguns pontos que a Rede Coxa considerou, através de comentários de torcedores e possíveis candidatos, sobre a manutenção da data ou adiamento das eleições.

Eleições no dia 12/12/2020:
• Apaziguar a torcida que é contrária a atual gestão, podendo a nova gestão ter alguns meses de paz para “salvar a temporada”;
• As negociações de contratos de televisão poderão ser tratadas com antecedência;
• Apresentação de planos emergenciais das chapas para o final da temporada;
• Aumento da responsabilidade financeira da atual gestão, visto que não dará tempo de “contratações a toque de caixa” para salvar a temporada.

Eleições no dia 06/03/2021:
• Em março, já se saberá o resultado do Brasileirão, o que pode impactar numa decisão de voto;
• Pode-se vincular a posição final na temporada à nova gestão, o que dificultaria a articulação política;
• A situação de posse em dezembro pode ser completamente conturbada a depender da posição do time na tabela;
• Menos “pressão” para a demissão de funcionários e jogadores;
• Foco total em futebol por parte do elenco.

Ficou algo por dizer? Comenta aí!

Comentários

  • Roberto

    Só acho que independente da data da eleição, o mais importante agora é subir na tabela, afastar a possibilidade de rebaixamento. Para isso, precisamos contratar agora e começar a vencer os jogos.

  • Hamilton

    O importante é essa diretoria sumir o quanto antes do verdão! Amadores acabaram com o time !

  • Luiz

    Discordo do item foco total em futebol por parte do elenco, eles são contratados e sabem que o futuro deles no Clube e também para o cenário nacional I depende da diretoria, depende apenas do resultado dentro de campo. Se forem bem podem ter contratos renovados ou conseguir melhores contratos, se forem mau sabem que podem ir embora (ainda mais com a saída do Pestana e Samir, os únicos que gostam de jogadores ruins). E outra, com a vitória do melhor para o Coxa, que é a oposição vencer, ou vai muito bem, ou estão fora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: