Felipe Bueno

Um início promissor

Desde o fim da Série B, em dezembro de 2019, o Coritiba tem trabalhado forte na montagem do elenco para este ano. De volta à elite do futebol brasileiro e com um orçamento mais robusto, a diretoria e Rodrigo Pastana trabalham em três frentes pra qualificação do futebol em 2020: depois de definir o nome de Eduardo Barroca para o comando da equipe, diariamente temos recebido notícias de saídas de atletas, renovações de contratos e contratações. O resultado deste início de trabalho agrada uma parcela significativa da torcida, que tem concordado com a maioria das decisões tomadas até aqui.

O nome de Eduardo Barroca teve boa aceitação tanto por parte da imprensa quanto por parte da torcida coxa. Dos nomes aventados, Barroca agradou pelo perfil de treinador jovem, atualizado e que gosta de trabalhar a posse de bola. Num mercado inflacionado, onde nomes mais conhecidos pedem valores estapafúrdios e entregam trabalhos medianos para ruins, iniciar a temporada com um treinador como este, além de não comprometer as contas do clube, cria grande expectativa nos quesitos desempenho, estilo de jogo, escolha de peças e resultados já a curto prazo.

A avaliação de saídas de jogadores que estavam no elenco 2019 é satisfatória. A opção por não renovar com atletas como Walisson Maia, Patrick Brey e Kelvin é acertada. Dos que ficam por terem contrato em vigência, alguns não seriam úteis para o futebol de 2020, logo a opção pelo empréstimo de atletas como Sávio, Romércio e Thalisson Kelven é muito boa, porque além de inchar o elenco, eles ocupariam espaço na folha salarial que deve ser destinado às contratações. Alguns nomes que permanecem no elenco ainda desagradam uma parcela da torcida, como por exemplo Wanderley, William Matheus, Vitor Carvalho, Ruy, dentre outros. Claramente, este é um trabalho que continuará por mais alguns meses.

Já as renovações de atletas foram quase todas acertadas. A manutenção da espinha dorsal do Coritiba de 2019, que finalizou a competição com uma invencibilidade de 13 jogos e 4 vitórias seguidas, é ponto fundamental neste início de trabalho. Atletas que foram importantes na Série B e que podem ser úteis neste ano permaneceram no elenco, casos de Muralha, Sabino, Matheus Sales, Giovanni e Robson. A perda maior foi a saída de Juan Alano: mesmo após as tentativas de manutenção, o Internacional optou por negociar o atleta para o futebol japonês.

Com a vinda do centroavante Sassá, que está quase certa, o Coxa deverá iniciar o Estadual com nove contratações confirmadas. Destas, três consideradas pontuais, daquelas que são realizadas visando a titularidade no decorrer da temporada: Rhodolfo, Renê Junior e Sassá chegam pra encorpar o onze titular e acirrar a disputa por suas posições. A aceitação da torcida por estes nomes mais tarimbados é boa, entre 75 e 80%, segundo algumas pesquisas feitas pela Rede Coxa. Ainda temos as contratações para composição de elenco, que apresentam um perfil bem definido: jogadores jovens, que em algum momento de suas carreiras já mostraram qualidade e que chegam pra brigar por seus espaços. Cada um dos contratados vai batalhar pra ter visibilidade e ascender no cenário nacional. Pastana opta por não depender exclusivamente da base ou mesmo de jogadores com pouca experiencia, da mesma forma que não traz atletas caros, mais velhos e com certa grife para essa composição de elenco.

Eduardo Barroca tem experiência com atletas jovens. Jogadores qualificados da base como Kazu, Yan Couto, Matheus Bueno e Igor Jesus deverão ter espaço tanto no elenco como no time titular. O treinador deverá auxiliar na transição de atletas de destaque da base, da mesma forma que deverá indicar quem não for utilizado neste 2020 para serem emprestados ou negociados.

O início do trabalho é promissor. Se as peças escolhidas e a comissão técnica vão conseguir entregar desempenho e resultado condizentes com o investimento e com a expectativa da torcida, não temos como cravar, mas uma linha de trabalho está se desenhando de forma bem clara. Tendo a torcida presente (em jogos e no quadro associativo) e um clima político mais ameno, o futebol do Coritiba tem grandes chances de entregar um trabalho honesto e sólido em 2020. Mantendo a responsabilidade financeira, pagando os salários em dia e acertando em mais pelo menos 6 contratações e 8 dispensas, o Verdão poderá ter um ano tranquilo que o consolide na elite do futebol brasileiro.

Coritiba terá todos os jogos transmitidos pela Internet

Tags

Comentários

  • Fernando

    Boa Felipe, um dos melhores colunistas do verdão…
    Temos esperanças de dias melhores depois de anos sombrios…
    Vamos torcer para que todos estes conjuntos positivos de fatores, se concretizem na prática ao longo do ano.
    SAV

  • Eduardo Requião Lopes dos Santos 43 anos

    Excelente o ano novo; e 2020 traz paz amor alegria prosperidades esperanças e otimismos para todos nação alviverde e teremos também expectativas realmente inicíar o ano e terá novas oportunidades de ir longe a competitividades alternativos estaduais paranaenses Copa do Brasil, e também.

    Termos rupas, inicíar com pés no chão realidades e nós competir dessas objetivos excelentes a contratações e vão ter-lá nossas patamar maiores. E também disputasse uma das vagas, a Sul-América G-5 G-6, e G-7. Serão nossas focos, princípais prioridades. Nossas em planejamento!

    Abraços saudações alviverde
    Eduardo Requião Lopes dos Santos 43 anos

  • Ademar Santos França

    As contratações tem tudo para dar certo! Treinador jovem , mas com experiência . Expectativa promissora!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.